A prefeitura suspendeu a abertura dos envelopes com as propostas das empresas interessadas em operar o serviço de Estacionamento Rotativo (ESTAR) em Palmas, sul do Paraná. A medida serve, dentre outros aspectos, para adequação do modelo de gestão administrativa e controle financeiro previstos na proposta anterior. A decisão foi tomada na segunda-feira (04). A abertura dos envelopes prevista para amanhã(07).

Conforme o Diretor de Administração e do Departamento Municipal de Trânsito (Depaltran), Luis Roberto Carpes de Lima, no edital anterior, por exemplo, o poder público detinha o controle e fiscalização de apenas 30% dos recursos gerados pelo Estar, ficando o percentual restante coma empresa concessionada. Destacou que no entendimento da Administração é o município que deve ter o controle da arrecadação e fiscalização do sistema.

Ainda foram detectados alguns outros pontos  que estavam fora da realidade local  e que não garantiriam um serviço condizente com a necessidade de organização do trânsito de Palmas. “ Nós achamos melhor contratar uma empresa para que desenvolva um projeto diferenciado  e compatível”,disse Carpes de Lima.

Informou que nos próximos dias deverá estar sendo publicado um novo edital de concessão para a prestação dos serviços de implantação, administração, manutenção, operação e gerenciamento das áreas destinadas ao estacionamento rotativo pago de veículos automotores, bem como a implantação e manutenção da sinalização horizontal e vertical (ecológica) nas vias e logradouros públicos de Palmas – PR.

No novo estudo deverão ser implementadas serviços e exigências mais avançadas do que as previstas do edital anterior. “ Pode ter certeza que será bem melhor”, garantiu o diretor ao RBJ.