Um rapaz de 23 anos, suspeito pela morte de duas mulheres em Caxias do Sul (RS), foi preso em Francisco Beltrão, no sudoeste do Estado, na terça-feira (26). Ele foi encontrado na cidade depois de um intenso trabalhado de investigação feito pela Delegacia de Homicídios da Polícia Civil e Serviço Reservado (P2) da Brigada Militar de Caxias do Sul, com apoio de policiais civis da 19ª SDP de Francisco Beltrão. O suspeito, que não teve a identidade revelada, estava escondido na casa de familiares e amigos, mas foi preso na rua. Ele foi levado à Caxias do Sul, onde presta depoimento nesta quinta-feira (28), à Polícia Civil.

Conforme o delegado Rodrigo Kegler Duarte, que acompanha o caso, a prisão foi feita com base no modo de operação dos assassinatos, descrição de testemunhas e laudo da necropsia das vítimas Rosangela Consoli dos Santos Alves e Vanessa Gobetti Jiordani. As duas foram jogadas pelo assassino na barragem do Maestra, em Caxias do Sul. Elas teriam saído com o suspeito de casas noturnas que ele frequentava. As duas apresentavam lesões na cabeça provocadas por objeto contundente e o laudo de necropsia apontou ainda indícios de violência sexual.

Conforme o delegado, Rosangela teria sido morta no dia 26 de julho e Vanessa no dia seguinte. O corpo de Vanessa, porém, foi o primeiro a ser encontrado, no dia 09 de agosto, às margens da represa. Uma semana depois, dia 16 de agosto, foi encontrado o corpo de Rosângela, também nas águas da Maestra.

A polícia conseguiu imagens onde é possível ver Rosângela saindo de uma casa noturna acompanhada de um homem, possivelmente o rapaz preso no sudoeste do Paraná. A polícia gaúcha ainda investiga a ligação dele com o possível assassinato de uma mulher, cujo corpo também foi retirado das águas da represa do Maestra, em março.

Fotos: Agência RBS / Reprodução facebook