Um homem acusado de estelionato foi preso em flagrante ontem (08), pela Polícia Civil de Pato Branco. José Nelson dos Santos, 44 anos, tentava aplicar um golpe em um empresário do ramo de distribuição de gás cidade. Ele teria oferecido ao empresário uma carga de botijões de gás por um preço bem inferior ao praticado no mercado. A justificativa é de que o produto havia sido adquirido em um leilão.

Desconfiado, o empresário procurou a Polícia Civil antes de fechar negócio e recebeu algumas orientações de como proceder. Em seguida combinou o pagamento e a entrega da mercadoria com o golpista, que acabou sendo preso em flagrante e confirmou que a carga não existia. O homem pretendia ter um lucro de aproximadamente R$ 30 mil.

A polícia descobriu que ele já havia mantido contato com outras distribuidoras de gás da região oferecendo o mesmo produto. José Nelson é natural de Alto Piquiri, mas atualmente está residindo em Paranavaí, no Noroeste do Estado. Sua ficha criminal é extensa, com passagens pelos crimes de estelionato, receptação, porte ilegal de arma de fogo e tentativa de homicídio.

Com o causado, foi apreendido um pacote que simulava grande quantia em dinheiro, supostamente usado no famoso golpe do “Paco”, e diversos cartões bancários cuja procedência está sendo investigada pela polícia. Como houve apreensão desse simulacro de dinheiro, existe a possibilidade do homem ter aplicado outros golpes na região.