Polícia Civil de Laranjeiras do Sul, no Centro Sul do Estado, prendeu na tarde desta terça-feira (23) em São João, no sudoeste do Paraná, o autor do duplo homicídio ocorrido em Rio Bonito do Iguaçu no dia 1º de abril em que foram vítimas Marciana (22 anos) e Marcelo Schreiber (19 anos).

  • Compartilhe no Facebook

Marcelo Schreiber (19 anos) e a irmã Marciana (22 anos) foram vítima de uma emboscada quando chegavam do trabalho. Foto: Reprodução Facebook

Os irmãos foram baleados quando chegavam do trabalho, na comunidade de Alta Floresta. A investigação da Polícia Civil, com base em testemunhas, apontava o ex-companheiro de Marciana, de 22 anos, como possível autor do crime, pelo fato de não aceitar o fim do relacionamento.

Desde a ocorrência do crime, o Grupo de Diligências Especiais (GDE), da 2ª SDP, fez diligências com apoio e informações prestadas pela Polícia Militar de Rio Bonito do Iguaçu, São João e Saudade do Iguaçu, além da Polícia Civil de São João. E após a coleta de provas, foi possível comprovar a autoria do crime por parte do ex-companheiro de uma das vítimas. A intenção do suspeito também era de receber um seguro de vida que a vítima tinha feito em beneficio dele e da filha que ambos tinham.

A polícia ainda descobriu que, ao planejar o crime, o autor articulou o dia ideal, a rotina das duas vítimas, aquisição da arma de fogo e apoio de ida e volta ao local do fato, tendo saído de São João logo após o término do turno dos dois irmãos, deslocando até Rio Bonito para executar o crime.

Após o fato, o criminoso retornou à cidade de São João onde reside, no intuito de afastar qualquer suspeita. O mesmo teria pedido para que conhecidos mentissem a respeito do seu horário de chegada.

Além disso, ainda buscou direcionar a investigação policial, tentando forjar álibis, instruir testemunhas a mentir e induzir as equipes a acreditar que uma execução em que era visada não Marciana, mas sim seu ex-cunhado Marcelo. Esta situação foi afastada do trabalho investigativo.