Policiais Civis da Divisão de Estelionatos da 15ª SDP (Subdivisão Policial) de Cascavel, oeste do Estado, estiveram em Marmeleiro na última quarta-feira (09). Na ocasião cumpriram um mandado de busca e apreensão em uma propriedade rural.

O alvo da equipe seria um homem acusado de vender terrenos utilizando-se de escrituras feitas a partir da apresentação de documentos falsos. De acordo com a polícia, na casa do acusado foram apreendidos documentos e o montante de R$ 5 mil, cuja origem não foi comprovada pelo investigado.

O golpe era aplicado a partir da clonagem de documentos. O estelionatário clonava documentos pessoais de proprietários de terrenos e, dessa forma, conseguia as escrituras junto aos cartórios. Com todo a documentação vendia os terrenos com facilidade, concretizando o golpe, que teve vítimas no oeste do Paraná e também em Santa Catarina.

Conforme a polícia, a investigação foi iniciada em agosto de 2015 e resultou na prisão do acusado em setembro, porém o mesmo conseguiu a liberdade mediante pagamento de fiança e voltou a cometer o crime. A polícia não revelou o nome do golpista para não atrapalhar a investigação que ainda não foi concluída.