Por Everton Leite

Com a proximidade do verão, as altas temperaturas têm exigido mais do organismo, principalmente pelo relaxamento na ingestão de líquidos. Uma boa pedida para a estação são as frutas e sucos naturais, bem como também água natural e água de coco. Uma alimentação balanceada com verduras e legumes no cardápio diário amenizam as consequências de cansaço e preguiça, tradicionais nesse momento em que a moleza aumenta.
Não é a toa que nessa época do ano as variedades de frutas para serem consumidas aumentam. Com esse calor a melhor opção são as saladas de frutas ou até mesmo a fruta in natura. A professora e nutricionista da Unipar, Ana Luisa Cervo, afirma que ao ingerir o suco, a pessoa estará tomando várias porções das frutas, necessárias para o bom funcionamento do organismo, seguindo a pirâmide alimentar.

Segundo o presidente da associação dos supermercadistas do Sudoeste do Paraná, Edy Dal Berto as frutas mais consumidas nesse período são abacaxi, banana, goiaba, laranja, manga, melancia, mamão, melão, uva e pêra.
Vale ressaltar que as escolas estão exigindo dos seus alunos que, pelo menos uma vez por semana, seja levado uma fruta para o lanche escolar, e isso cria na criança ou adolescente um hábito mais saudável, que em longo prazo os efeitos serão percebidos.

Edy destaca também que todos os supermercados da região têm sessões e dias especiais de ofertas para frutas e verduras, dada a importância que esses produtos tem. Porém, ainda a maior demanda, cerca de 90%, desses produtos é adquirida de outras regiões ou estados, pois os produtores do sudoeste não conseguem abastecer as bancas dos mercados.

 

Situação brasileira

O Brasil tem o privilégio de cultivar diversas especialidades de frutas e boa parte delas com preço acessível, principalmente aquelas chamadas da “estação”.

Essa situação de comer frutas ou tomar sucos ficou mais recorrente a partir do século XIV, pois antes dificilmente as pessoas tinham esse hábito. Desde então, costuma-se gostar das frutas a partir dos adjetivos, sejam elas coloridas, azedas, macias, suculentas ou doces. Mas ainda existem outras razões para que as frutas sejam incorporadas no dia a dia das pessoas. O fato mais relevante é de que a fruta traz uma grande contribuição à nossa saúde.

A nutricionista Ana Luisa Cervo caracteriza as frutas como fontes de vitaminas e sais minerais que contribuem diretamente na prevenção e controle de algumas doenças e ajudam na diminuição dos níveis de gordura no sangue.

Com tantas propriedades, o consumo de frutas interfere em todas as ações do organismo, combatendo doenças alérgicas e enfermidades graves como vários tipos de câncer. Outro benefício está ligado ao trato intestinal. A recomendação é de que quem come pelo menos duas porções de frutas por dia, qualquer que seja, terá mais chance de evitar constipação, um problema que provoca desde mau humor até um câncer no intestino.

O professor universitário, João Marchi afirma que consome frutas da “estação” diariamente, seja in natura ou em salada de frutas e costuma ir ao mercado reabastecer o estoque pelo menos duas vezes por semana. Para suco, ele prefere a poupa. A única reclamação é o preço que se paga por qualidade de vida. Na avaliação do professor é necessário destinar cerca de 20% do orçamento do mercado para a compra de frutas e verduras. Como alternativa, ele plantou maracujá, acerola e limão, evitando assim, ter de comprar nos supermercados.