Com o discurso de “muito obrigado” o presidente da Sociedade Rural de Francisco Beltrão, Alberi Agnoletto iniciou o jantar de confraternização, no Restaurante Tesser, na noite de segunda-feira, 15. O encontro serviu para agradecer todos os patrocinadores, colaboradores, parceiros e membros da entidade que obteve muito sucesso em 2014 em todos os eventos que contou com a participação da Sociedade Rural. Neste ano, a entidade teve como grande novidade, o recebimento do novo Recinto de Leilões Miniguaçu, onde foi possível a realização de uma grande Expobel, além da participação direta na organização da feira “ as antigas instalações eram precárias, velhas, gerando riscos para quem utilizava as estruturas, mas agora o espaço é novo, grande e com condições de atender bem os compradores e vendedores de gado da região”, disse Alberi.

portal2
  • Compartilhe no Facebook

Alberi Agnoletto(Sociedade Rural) e Gervásio Krammer(prefeitura)

O leiloeiro Cândido Scholl, da Pampa Remates, de Dois Vizinhos, exaltou o trabalho e a estrutura conquistada pela Sociedade Rural de Francisco Beltrão “as mangueiras são de primeiro mundo, referência regional e modelo para o Brasil. Pecuaristas do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul ficaram impressionados com a estrutura de Beltrão. Cândido fez questão de lembrar o sucesso dos leilões da 26ª Expobel “a quantidade de animais em pista e o volume de negócios bateu recorde neste ano”. E para 2015, Cândido acredita que a perspectiva é boa “ o ano foi bom para a pecuária de reposição com o preço do boi gordo, alto  firme e com grandes possibilidades de exportação do gado, sendo que no próximo ano serão menos animais para a reposição, mas mantendo o mercado em alta” finalizou.

Nesta semana, até sexta-feira, 19, a Sociedade Rural encerra os trabalhos ordinários, voltando ao atendimento dia 19 de janeiro de 2015. E na primeira reunião do ano que vem, em pauta, estarão os leilões programados para o dia 07 de fevereiro e 15 de março, durante a programação da Expofeira Mulher de Francisco Beltrão.

Entrevista Alberi Agnoletto: 

Entrevista Cândido Scholl: