Gilberto Gomes da Silva é um dos diretores do Sinditac. Foto: Arquivo RBJ
  • Compartilhe no Facebook

Gilberto Gomes da Silva é um dos diretores do Sinditac. Foto: Arquivo RBJ

Caminhoneiros da região Sudoeste decidem nesta segunda-feira (16) se aderem paralisação nacional da categoria, iniciada em Rondonópolis (MT) ainda na sexta-feira (13). De acordo com Gilberto Gomes da Silva, diretor do Sinditac (Sindicato dos Transportadores Autônomos do Sudoeste) uma reunião acontece em Realeza, a partir das 19 horas, para decidir o que será feito.

Em entrevista à Rádio Onda Sul FM, Gilberto garantiu que será definido sobre a paralisação e se ela vai acontecer na Ponte do Rio Iguaçu (BR-163) ou em Marmeleiro (BR-280). O sindicalista afirma que existe uma insatisfação dos caminhoneiros com relação ao valor do diesel e principalmente do frete. Citou como exemplo o valor pago para uma viagem de Francisco Beltrão à Paranaguá.

Gilberto garante que as empresas estão oferecendo, no máximo, R$ 50 por tonelada transportada, quando o ideal deveria ser de R$ 80 a R$ 85 a tonelada. Para ouvir a entrevista, na íntegra, basta clicar no link abaixo.