O Corpo de Bombeiros (CB) de Palmas, Sul do Paraná, registrou 21 ocorrências de incêndios ambientais neste mês de setembro. Até então, o recorde de atendimentos havia sido registrado em 2010, quando foram 13 ocorrências entre o dia 01º e o dia 21 do mesmo mês. As informações foram levantadas pelo Setor de Estatísticas da Rádio Club/RBJ junto ao banco de registros do CB.

De 01 de janeiro até a manhã desta quinta-feira (21), a corporação atendeu a 32 chamados dessa natureza – 21 somente neste mês. Numa comparação com 2016, aumento em ocorrências do gênero foi de 350%.

Conforme o CB, muitas vezes o fogo é iniciado por descuido da própria população, ao jogar lixo em terrenos baldios ou áreas de vegetação. Cacos de vidro em contato com o sol, por exemplo, pode criar um efeito lupa e iniciar focos de incêndios.

O Corpo de Bombeiros promove também uma série de campanhas educativas para conscientizar a população. Além do vidro, jogar bitucas de cigarro no mato, acender fogueiras por brincadeira e soltar balões também podem ocasionar novos incêndios. O órgão também procura incentivar as pessoas a ligar imediatamente para o telefone 193 assim que presenciarem focos de incêndio.