Por Evandro Artuzi 

Policiais do Núcleo de Operações da Corregedoria-Geral da Polícia Civil cumpriram nesta quarta-feira (05), dois mandados de prisão e buscas domiciliares contra servidores do Instituto de Identificação em Francisco Beltrão.
Os mandados foram cumpridos contra João Carlos Salles, 45 anos, e Eliane Fernandes do Nascimento, 44. Eles são acusados de peculato (apropriação de dinheiro público) e usurpação de função pública. Ao todo, o casal fez 1.254 autenticações inválidas que correspondem a R$ 18.853,89.
Segundo as investigações, o casal lançava autenticações mecânicas fictícias nas guias de recolhimento (GRPR), e apropriavam-se dos valores correspondentes a taxas de segurança entregues pelos usuários dos serviços prestados pelo posto do instituto no período de janeiro a setembro de 2009. Eliane Fernandes do Nascimento também exerceu indevidamente função pública no posto de Francisco Beltrão apresentando-se como papiloscopista policial.
Ela recolhia os valores das taxas cobradas através das guias recolhimento e ficava com os valores. Salles foi encaminhado à carceragem especial da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos e sua mulher à carceragem da Subdivisão Policial de Francisco Beltrão.

Fonte: AEN