• Compartilhe no Facebook

Foto: Alison Catapan/JORNAL O FALCÃO

Servidores municipais de Abelardo Luz, Oeste de Santa Catarina, iniciaram esta segunda-feira (19) em greve, após o Poder Executivo não ter implementado pontos constantes na pauta de reivindicações da categoria.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (SITESPM), no mês de maio, o prefeito abelardense, Wilamir Cavassini, participou de assembleia dos servidores e assumiu o compromisso de incorporar as Progressões constantes do Plano de Carreira dos servidores ao vencimento do cargo e de regulamentar a escolha de vagas anuais aos servidores. O prazo firmado para o encaminhamento dos dois Projetos de Lei à Câmara de Vereadores foi agosto. Porém, as proposições não foram encaminhadas.

Em Assembleia ocorrida no último dia 09 de novembro, os servidores em sua maioria rejeitaram a manifestação do Prefeito realizada através de ofício à Direção do Sindicato na qual informa que os Recursos Humanos juntamente com uma assessoria terceirizada estão realizando estudos sobre a possibilidade de uma reestruturação administrativa que contemple a revisão de todos os cargos, salários e vantagens dos servidores municipais, visando o melhoramento dos respectivos salários base e incorporações salariais e os equilíbrios entre as carreiras dos servidores públicos municipais com previsão de término para março de 2019.

O representante do sindicato, Joarez Weber, em entrevista à Rádio Club de Palmas, informou que durante o período da manhã foi realizada uma reunião junto ao prefeito municipal, que apresentou a proposta de manutenção do adicional de insalubridade para determinados cargos e a incorporação de progressões, além da participação do sindicato na elaboração da proposta de reforma administrativa.

Segundo Weber, uma nova assembleia deve ocorrer durante esta tarde para a discussão das propostas do Executivo abelardense.

Ouça: