Proprietários rurais de Palmas, sul do Paraná, estão enfrentando dificuldades para emissão de certidões ou guias sanitárias, como por exemplo, as Guias de Transporte Animal – GTA. Em casos urgentes a orientação é que se desloquem a Clevelândia ou a Coronel Domingos Soares para a obtenção de documentos.

O motivo da complicação está relacionado a falta de servidor do quadro próprio  na unidade local da ADAPAR – A Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (ADAPAR). Há 15 dias, a única servidora da unidade, entrou em período de licença pelo período de seis meses, ficando o escritório local apenas com um atendente que ainda não está habilitado para a realização dos procedimentos.

Conforme informações, a documentação para autorização a um novo servidor cedido pelo município já está sendo providenciada, mas não há prazo para que esteja concluída junto a ADAPAR em Curitiba. Para a expedição de  documentos, servidores de outras unidades a cada período estão se deslocando ao município para atender os proprietários.

A informação é de que nesta sexta-feira (12), haverá atendimento na Adapar local por um servidor vindo de Clevelândia. Além da Adapar, escritórios de outros órgãos em Palmas, como a Emater, Seab e unidade do Iapar contam com apenas um funcionário cada.