“Me sobrou mais tempo para captar clientes e não ter que me desgastar com clientes inadimplentes e buscar advogados para receber dívidas”. A opinião é do empresário Ronis Bariviera, proprietário da Wizard Idiomas de Francisco Beltrão, que recuperou certa quantia de créditos considerados “perdidos”. Ele faz parte de um seleto grupo de empresários beneficiados com a recuperação de créditos por meio do serviço de renegociação automática de dívidas de clientes, o Cob Online, ofertado pela Associação Empresarial de Francisco Beltrão (Acefb).

Desde abril deste ano – mês do lançamento do serviço – somente empresários associados da Acefb podem utilizar o Cob Online, que recuperou entre os meses de maio e novembro de 2016 um total de R$ 53.748.  “Fiquei sabendo do Cob Oline nas reuniões de terça-feira, o Café Acefb. É um produto que veio ao encontro das nossas necessidades. Acredito que os empresários deveriam conhecer os benefícios desse serviço”, sugere Ronis.

Como funciona?

O Cob Online procura atender os mais de 800 associados da Acefb. Empresas não são associadas podem usufruir deste benefício, ao menos que se associem à entidade empresarial, reconhecida em todo o Paraná como uma das mais atuantes e envolvidas nas causas da sociedade. Através do painel de controle do Cob Online, o empresário acompanha, em tempo real, pela internet, tudo o que acontece com sua carteira de dívidas, através de relatórios e gráficos de fácil utilização.

Etapas

O Cob Online funciona em três etapas: na primeira o sistema emite boletos que são enviados aos clientes, cujos nomes foram incluídos no SPC, a fim de que eles quitem seus débitos à vista ou parcelado em três vezes. Não ocorrendo o pagamento dos boletos, o débito é encaminhado para uma empresa de cobrança conveniada com a Federação das Associações Comerciais e Empresarias do Paraná (Faciap), que passa a manter contato com o cliente, visando o recebimento da dívida. A terceira etapa é a cobrança judicial. Ao aderir ao programa, o empresário define quais etapas pretende participar.