Nesta semana, o Brasil mobiliza-se em torno de campanhas e ações de prevenção à AIDS (ou SIDA – Síndrome da Imunodeficiência Adquirida),  doença que infecta células do sistema imunológico que formam o sistema de defesa do corpo e torna-o incapaz de lutar contra infecções. A segunda-feira (01), foi o Dia Mundial de Combate à doença que já matou mais de 100 mil pessoas no Brasil, nos últimos 10 anos.

Ademílson Mensor, diretor da Rede Bom Jesus de Comunicação
  • Compartilhe no Facebook

Ademílson Mensor, diretor da Rede Bom Jesus de Comunicação

Em seu comentário bissemanal na Rádio Club de Palmas, sul do Paraná, o diretor da Rede Bom Jesus de Comunicação, Ademílson Mensor, falou sobre o descaso com que a população trata a AIDS. “Essa doença quando surgiu, causou um verdadeiro alvoroço. Tirou a vida de muita gente, gente famosa como Renato Russo, Cazuza e tantos outros, e hoje, essa doença que continua matando, que continua trazendo muito sofrimento, está sendo ignorada pela grande maioria”, alertou.

Destacou o aumento expressivo no número de pessoas em tratamento no Brasil. Em um ano, esse número aumentou em 29%. Outro ponto relevante, é o número de jovens, com idade entre 15 e 24 anos que contraíram a doença. Em oito anos, os casos de AIDS tiveram um salto de 50% na população dessa faixa etária. Estimativas dão conta de que mais de 730 mil pessoas no Brasil estão infectadas pelo vírus do HIV.

Segundo Mensor, dados da 7ª Regional de Saúde informam que 145 novos casos foram detectados na região, nos últimos 05 anos. Salientou que existem medicamentos que controlam a doença, porém, não curam. “A pessoa infectada vai ter que tomar um coquetel de remédios, todos os dias, pro resto da sua vida. E têm muitas pessoas se expondo à esse risco com constância”, avaliou.

Conforme ele, por vezes a população critica o Poder Público, pela falta de políticas de prevenção à doença, no entanto, as pessoas não fazem a sua parte na hora de prevenirem-se, ressaltando a importância da realização do exame para detecção da AIDS. “Têm pessoas que valorizam tanto a vida, que lutam tanto. Pessoas que enfrentam dificuldades enormes para viver, às vezes com uma deficiência grave, mas não largam a mão da vida. Mas têm outras pessoas que com saúde, com tudo pra viver com qualidade, se expõem a riscos absurdos, irresponsáveis, inconsequentes. Vamos ser responsáveis com a nossa vida e com a vida de quem nos relacionamos.”, finalizou.

Ouça:

 

Prevenção da AIDS

A prevenção da AIDS, uma doença grave que pode ser transmitida através do sangue, esperma, secreções vaginais ou leite materno, pode ser feita através de:

Uso da camisinha em todo contato íntimo;

Sempre utilizar seringas e agulhas descartáveis;

Uso de luvas para manipular feridas ou líquidos corporais;

Seguir o tratamento da AIDS durante a gravidez para evitar a contaminação do bebê;

Mãe portadora do vírus HIV não deve amamentar seu bebê.

Não se pega AIDS através do contato com a saliva, suor, lágrimas e:

Através do beijo, abraço, cumprimento;

Usar o mesmo sabonete, toalhas ou lençóis;

Frequentar a mesma piscina, usar a mesma banheira;

Picada de insetos;

Usar o mesmo copo, prato ou

talher.