Por Larissa Mazaloti

 

Do clássico ao contemporâneo. Professores, professoras, alunos e alunas não economizam criatividade e dedicação nas apresentações literárias da Semana da Leitura. É o terceiro dia de programação. Atrações que empolgam crianças no palco, encantam crianças na platéia e acabam chamando a atenção de quem passa pela tenda gigante que abriga, além de um palco e mais de 600 lugares, os espaços temáticos.

 

Com cenários bem coloridos e um ambiente familiar, quarto, sala, cozinha…tudo remonta a criação de Monteiro Lobato: o Sítio do Pica-Pau Amarelo. Na produção dos espaços, o ator Marco Aurélio Fraporti conta que fez um estudo sobre a época em que as histórias foram escritas e utilizou elementos descritos nas próprias obras.
Mais três escolas subiram ao palco da Semana da Leitura nesta terça-feira (4).

 

A escola Germano Meyer foi fundo na literatura: Olavo Bilac é o autor da obra “A Boneca”, escolhida pelos alunos para uma encenação poética e divertida. Os alunos da escola Recanto Feliz montaram cenário e estavam parcedíssimos com os personagens do Sítio do Pica Pau amarelo. Com uma releitura da história Chapeuzinho Vermelho, o professor Cléber, da escola Higino Pires diz que buscou trabalhar conceitos feministas com a turma, que se saiu muito bem!

 

As crianças estavam radiantes, principalmente com a performance de João Bello, um animador de eventos que veio de Curitiba para brincar sem esquecer pontos essenciais da formação infantil. Ele estará hoje a noite na tenda da Semana da Leitura, apresentando um show para a família.

 

As crianças de 4 a 9 anos contam que gostam dos livros: Patinho Feio, João e Maria, Alice no País das Maravilhas e Arte Contemporânea.