por Ivan Cezar Fochzato

 

O município de Coronel Domingos Soares, sudoeste do Paraná, poderá ter instaladas ao longo do tempo, entre dez e doze PCHs (Pequenas Centrais Hidrelétricas) no leito de rios que  cortam seu respectivo território. A informação foi dada pelo prefeito, Mauro Correa de Almeida, durante entrevista ao Programa Dinâmica 1050 da Rádio Club AM de Palmas.

 

Informou que há poucos dias recebeu a visita de técnicos das empresas que já detém estudos para implantação de unidade de geração de energia. A Brookfield Energia Renovável, deverá implantar quatro PCHs e a ATP Energia outras duas.

 

Conforme o prefeito domingossoarense, o município já concedeu a anuência prévia para o andamento do processo e que num prazo entre seis a oito meses os projetos já deverão ser iniciados. Mauro Correa ponderou que é preciso analisar se é um bom negócio para o município ter unidades implantadas.

 

Explicou ainda que o retorno financeiro não é muito grande, uma vez que, o ICMs não é pago pela geração e sim pelo consumo.Explicou  que o município recebe meio por cento do investimento total da obra, que deverá ser aplicados nas áreas de educação, saúde, assistência social para atender aos trabalhadores que construirão a obra.

 

Citou o exemplo da PCH de Foz do Estrela, no Leito do Rio Iratim, que deverá ter um investimento de cerca de duzentos milhões. O município receberia um milhão de reais para dar suporte público também aos trabalhadores das empresas durante o período de de execução da obra, que deverá durar dois anos. Conforme Mauro Correa tudo deve ser metodicamente estudado e calculado para que não haja prejuízo para o município.Áudio