Nos dias 23 e 24 de maio, quatro técnicos da Secretaria de Saúde participaram do 35º Congresso Estadual de Secretários de Saúde, em Cascavel. Na ocasião, participaram de diversas oficinas e apresentaram 2 projetos selecionados, de experiências exitosas realizas por Chopinzinho. Os projetos foram o “Gestante em Casa” e “Campanha do Abril Verde – Saudade Dói”.

Foram mais de 180 projetos inscritos. Cada um dos selecionados foi apresentado para os demais presentes. “Foi um momento de muito aprendizado, vimos muitas situações novas que podemos adotar. São trabalhos que deram certo e que vimos que tem a possibilidade de desenvolver aqui, usando a própria estrutura existente. Sabemos que quem vai ganhar é a população”, explica a Secretária de Saúde, Vilmarize Buffon.

O projeto “Gestante em Casa” existe há um ano em Chopinzinho. O projeto faz acompanhamento pré-natal (com equipe formada por obstetra, enfermeira e técnica de enfermagem) domiciliar às gestantes de alto e médio risco. “Tem dado muito certo no Município, pois reduzimos consideravelmente o índice de mortalidade infantil. Caímos de 8 para 0, após termos iniciado. Estamos vendo eficácia e resultado. Voltamos muito satisfeitos, porque foi muito elogiado pela banca avaliadora e pelos que assistiram” explica a enfermeira Lidia Simionatto, que apresentou o projeto.

Já a Campanha do Abril Verde versa sobre a prevenção de acidentes de trabalho. A ação apresentada no Congresso se chama “Saudade Dói” e aconteceu no dia de jogo de futsal da ACEL, com grande público presente. “Envolvemos os alunos das escolinhas, fazendo um laço verde, marca da Campanha. Depois, foi passado no telão um vídeo, com posterior soltura de 12 balões brancos, que representam as vítimas de acidente de trabalho do Município”, conta a Diretora do Departamento de Vigilância em Saúde, Sandra Toigo.

Além das apresentações, os quatro representantes da Saúde de Chopinzinho presentes participaram cada um de uma oficina, que são: Oficina “Planejando o Território”; Monitoramento e Avaliação das Ações de Saúde no Município – Estratégias para qualificar a gestão; Gestão do Trabalho e Educação Permanente em Saúde como Ferramenta da Gestão do SUS; e Atenção Básica e Vigilância em Saúde Integradas no Enfrentamento das Doenças Emergentes e Reemergentes.

Fonte e foto: Assessoria de comunicação.