Nova Companhia da Polícia Militar em Santo Antonio do Sudoeste. Foto: Arnaldo Alves / ANPr.
  • Compartilhe no Facebook

Nova Companhia da Polícia Militar em Santo Antonio do Sudoeste. Foto: Arnaldo Alves / ANPr.

O governador em exercício Ademar Traiano e o secretário da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Wagner Mesquita Filho, anunciaram nesta quinta-feira (15) a instalação, em Santo Antônio do Sudoeste, da 3a Companhia do Batalhão de Polícia da Fronteira (BPFron). Na mesma solenidade, também foi inaugurada a 3a Companhia do 21o Batalhão da Polícia Militar no município, fundamental para auxiliar no combate a crimes na região de fronteira.

“Sabemos da importância de prevenir e combater crimes característicos de fronteira, delitos graves que prejudicam a economia do País e trazem situações sérias de violência, incluindo homicídios, por conta do tráfico de drogas. Por isso, é necessário investir em ações conjuntas na área da segurança para atuar com eficiência e garantir a segurança da população”, disse Traiano.

A construção de um prédio próprio para abrigar a 3a Companhia do BPFron será possível graças a um convênio entre o Governo do Estado e a Prefeitura. Os recursos para a obra, provenientes da Assembleia Legislativa do Paraná, serão repassados ao poder municipal, que será responsável pela execução da obra.

“Esta companhia terá uma grande atuação na região, coibindo os crimes específicos de fronteira, como contrabando, tráfico de drogas e de pessoas”, explicou o secretário Wagner Mesquita Filho.

Ele também destacou a importância da 3a Companhia do 21o Batalhão da PM. “A companhia está agora com uma sede adequada, um local preparado para atuação dos policiais, que terão condição de dar um atendimento melhor à comunidade e trabalhar com mais eficácia”, disse Mesquita.

De acordo com o prefeito de Santo Antônio do Sudoeste, Ricardo Ortinã, a instalação de uma companhia do BPFron na cidade trará mais segurança a todos os 42 municípios da região. “A companhia abrange diversos municípios que fazem fronteira com a Argentina. É, sem dúvida alguma, uma conquista muito importante para todo o Sudoeste do Paraná”, afirmou o prefeito.

Segurança de fronteira

O Paraná conta com um plano específico de segurança pública para a região de fronteira, em função das particularidades e da proximidade com países que são grandes produtores de drogas. Com sede em Marechal Cândido Rondon, o Batalhão de Polícia da Fronteira (BPFron) foi criado em julho de 2012 e tem ações focadas no combate a crimes de fronteira, como contrabando, tráfico de drogas e de pessoas.

Os policiais recebem treinamento específico para atuar de forma ordenada nos 139 municípios de faixa de fronteira.

Com os novos policiais contratados nos últimos anos, foi possível também instalar a Companhia da PM de Guaíra e a Companhia da PM em Santo Antonio do Sudoeste, ambas pertencentes ao BPFron.

“A demanda por segurança pública não para, principalmente na região fronteira, que é estratégica no cenário nacional. Responsavelmente, o Governo do Estado criou o BPFron e agora implementa suas companhias”, afirmou o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Maurício Tortato. “O crime não tem fronteiras. A Polícia Militar de Santa Catarina e a Polícia da Argentina, que são regiões próximas daqui, vieram manifestar seu apoio na instalação da companhia”, contou.