A Sanepar iniciou nesta semana a liberação de ligações de esgoto na cidade de Capanema, Sudoeste do Estado. Mais de 200 famílias do bairro São José Operário assinaram termo de adesão para interligar seus imóveis à rede de esgotamento sanitário. A partir de agora o morador terá 30 dias para fazer a ligação.

Embora a obra esteja concluída, os moradores precisam esperar a liberação para interligar a sua residência à rede de esgoto. “É importante aguardar o comunicado de que a rede está liberada para evitar mau uso dos equipamentos e conseqüências desagradáveis como mau cheiro e refluxo”, diz o diretor de Investimentos da Sanepar, João Martinho Cleto Reis Jr.

Técnicos da Sanepar visitam cada imóvel para informar sobre a liberação, coletar a assinatura no termo de adesão, documento que oficializa a ligação da moradia à rede coletora de esgoto e entregar material explicativo sobre como interligar o imóvel.

Para evitar transtornos, as instalações hidrossanitárias devem ser feitas adequadamente. A ligação da água da chuva deve ser conectada com a galeria de águas pluviais, mantida pela Prefeitura, e na qual estão as bocas de lobo.

“É importante que o morador tome os cuidados necessários e faça a ligação correta, contratando profissional capacitado para executar o serviço dentro das normas”, lembra o gerente regional, Celço Arisi. Após a interligação, as instalações internas são de responsabilidade do usuário, por isso cada um deve ficar atento para evitar danos e prejuízos futuros.

Obras – A Sanepar está investindo cerca de R$ 780 mil para ampliar a coleta e o tratamento de esgoto na cidade de Capanema. Ao todo 12 quilômetros de rede serão construídos e 485 famílias dos bairros São Cristóvão e São José Operário serão beneficiadas. Com a finalização de mais este empreendimento, Capanema terá 40% da área urbana atendida, sendo que 100% do esgoto coletado recebe tratamento.