O aumento de 100% no subsídio do legislativo de Chopinzinho pegou muita gente de surpresa, até mesmo quem já lutou no passado para que houvesse uma redução no salário para esta legislatura.

Erondi Tavares, foi candidato à vereador na eleição passada, e em 2015 foi o autor de um projeto de iniciativa popular onde houve a assinatura de mais de 1200 pessoas. O projeto tinha por objetivo a redução de 80 % nos salários dos vereadores para esta legislatura, se fosse aprovado o salário a partir desse ano seria de R$ 1.384,83. Na época, o projeto não passou das comissões.

Após ter conhecimento do aumento e vendo o descontentamento da população, Tavares esteve reunido com o presidente da câmara, Leonides Moser e com o Departamento Jurídico debatendo possíveis inconstitucionalidades do projeto, e segundo Tavares ficou decidido que o projeto será vetado pelo Prefeito e os vereadores manterão o veto.

Eu estive conversando e eles assumiram de que o prefeito vete o projeto e depois vão manter o veto do projeto para a redução. Então se eles cumprirem isso é uma vitória.

Em entrevista a Rádio Difusora América, Tavares disse que todos os candidatos à vereador sabiam que o valor do subsídio para este ano era de R$3.500 reais.

A gente sabia e todo o candidato sabia. Então já que sabiam devem legislar sobre esse valor e não aumentar. Se você vai a uma empresa procurar trabalho, o dono da empresa vai oferecer o salário, você aceita ou não. Então se não tinham aceitado esse valor por que foram candidatos, se não está bom renuncie.

Acompanhe na íntegra a entrevista com Erondi Tavares concedida à Rádio Difusora América: