Aqui no Estado do Paraná já começou a colheita da safra de milho. O rendimento das primeiras lavouras colhidas é considerado bom, mas a queda no preço preocupa os agricultores.

No município de Verê, 30 km de Francisco Beltrão, o agricultor José Dengo tem conseguido uma média de 200 sacas por hectare, 30 a mais que na safra passada. Apesar de o rendimento ser considerado bom, o agricultor não está nem um pouco animado com o preço do grão. No ano passado, neste mesmo período, ele havia vendido as primeiras sacas de milho a R$ 29,00. Hoje não se consegue mais do que R$ 21,50.

Os custos mais caros e a perspectiva de que os preços não seriam os melhores nesta safra fizeram com que José cortasse pela metade a área plantada. Enquanto o mercado segue em águas inexploradas, José quer terminar logo a colheita para adiantar a próxima cultura sem depender do milho.

Esta é a menor safra de verão no Paraná. No total, a área plantada diminuiu 25% de acordo com a Secretaria de Agricultura. Foram plantados 670 mil hectares, enquanto na safra de verão passada foram cultivados em torno de 890 mil hectares de milho. A redução de área plantada deve diminuir a produção de milho no estado em 22%.

A comercialização está lenta em todo o estado porque os agricultores estão preferindo segurar o grão à espera de uma reação no preço.