A última reunião do Rotary Club de Palmas foi especial devido a alguns fatores, primeiramente a presença dos governadores do distrito 4.640, Werner Ildon Gerhardt (qual Palmas faz parte), distrito 4.740, Nelson Júnior Lovera, a presidente dos Rotary Club’s de União (PR) da Vitória e Porto União (SC), Ana Cristina Bostelmann que também fez a entrega simbólica ao presidente do Rotary Club de Palmas, Mauro Berti de uma garrafa com água da nascente do Rio Iguaçu, localizada no município de Piraquara, região metropolitana de Curitiba.

Essa garrafa circula por todos os Rotary Club’s que tem suas sedes nas cidades onde o rio passa. Esta iniciativa faz parte do projeto “Da Fonte ao Turbilhão”. Depois de Palmas a garrafa será encaminhada ao Rotary Club de Mangueirinha.

Também participaram da reunião membros da Associação de Senhoras de Rotarianos de Palmas (ASR), Interact e Rotaract de Palmas e do Rotary Club de União da Vitória (PR) e Porto União (SC). Ainda fez parte do protocolo a entrega de presentes entre os representantes dos Rotary’s.

Em sua fala, o presidente do Rotary Club de Palmas, Mauro Berti, agradeceu a presença de todos os convidados que se deslocaram de seus municípios para participarem da reunião em Palmas. “Este é um momento especial, sejam todos bem vindos”.

Ao comentar sobre o projeto, parabenizou os idealizadores pela iniciativa e a importância da consciência ecológica que devemos ter. Brevemente, contou a história do Rio Iguaçu, por outro lado a triste realidade sobre a degradação que o rio está sofrendo, situação que deve ser revista pela comunidade e autoridades. “Nós rotarianos temos que fazer a diferença e a defesa da água é uma delas”, destacou Berti.

O governador do distrito 4.640, Werner Ildon Gerhardt se referiu positivamente sobre a atuação do Rotary Club de Palmas.

Em seguida, parabenizou a todos que participaram da Assembleia Distrital que recentemente ocorreu em Toledo, incluindo a participação dos rotarianos palmenses. Ressaltou ainda sobre o projeto de intercâmbio, sendo que, o Rotary Club de Palmas tem um intercambista de Taiwan, Jaison. Relatou ainda como é bom ser rotariano. “Em nosso cotidiano temos que ser dinâmico, flexível e inovador”, disse Gerhardt.

Sobre o projeto explicou que o Rio Iguaçu é referência no Estado do Paraná. “Este litro de água que foi coletado na nascente deste rio em Piraquara irá percorrer vários municípios onde o rio passa. É um projeto maravilhoso”, enfatizou Gerhardt.

O governador do distrito 4.740, Nelson Júnior Lovera ressaltou que a água simboliza energia, integração e purificação, por isso deve ser cuidada, este projeto segundo ele, vem de encontro com esta demanda. “Devemos pensar nas águas e nos seus benefícios”, pontuou Lovera e ressaltou que os Rotary Club’s fazem o trabalho do bem, discutindo os problemas da comunidade e a resolução dos mesmos.

“Vale a pena fazer parte do Rotary, cada um está aqui espontaneamente para fazer o bem. O Rotary é formado por grandes líderes”, disse o governador do distrito 4.740 no ano rotário 1996/1997, companheiro Ary Carneiro Junior.

A presidente do Rotary Club de União da Vitória (PR) e Porto União (SC), Ana Cristina Araújo Bostelmann disse que é uma honra participar da reunião em Palmas. “O Rio Iguaçu é um dos maiores símbolos do Paraná, corta o Estado de leste a oeste passando por várias cidades”. A maioria dos municípios da nossa região nasceu graças ao Rio Iguaçu. O projeto “Da Fonte ao Turbilhão” é uma ação inovadora do Rotary Club Piraquara, porém, deixam bem claro que não é um projeto apenas deles, mas sim de todos que abraçam esta causa.

A ideia é que uma garrafa de água límpida colhida na nascente do Rio em Piraquara circule por todos os Rotary Club’s que tem suas sedes nas cidades onde o rio passa ou nas proximidades. O final do projeto será no Turbilhão, ou seja, nas Cataratas do Iguaçu, quando este dia chegar haverá um grande encontro de Rotary’s. Nossa vinda à Palmas reforça nossa parceria e que este projeto tenha proporções maiores”, justificou Ana Cristina.