Uma casa foi interditada pela Defesa Civil em Francisco Beltrão, na esquina das Ruas Palmas e Antônio Carneiro Neto, no Bairro Nossa Senhora Aparecida, na tarde deste sábado (19). O motivo foi um deslizamento de terra que acabou comprometendo a estrutura do imóvel.

Conforme o Subtenente Gross, do Corpo de Bombeiros e da Coordenadoria Regional de Defesa Civil, o solo está muito encharcado pelo excesso de chuva e a terra começa a se soltar nos morros, principalmente em locais com pedra o que facilita a infiltração. Segundo ele, o mês de novembro foi o mais chuvoso para um período de 33 anos em Francisco Beltrão, com precipitação média de 370 milímetros, quando o normal seria até 150.

De acordo com os proprietários, o imóvel está construído há mais de 20 anos. Inclusive, um pedido para construção ser num local seguro foi feito à prefeitura, mas não houve aprovação. A arquiteta Dayene Lanhe contou à reportagem que a situação é complicada, mas esse era o único terreno que seu pai teve condições de comprar para construir. Ela lembra que a construção deveria ter sido feita na parte de cima do terreno, mas como não houve liberação agora aconteceu isso.

De acordo com o engenheiro José Carlos Kniphoff, da Defesa Civil Municipal, foi recomendada a demolição do imóvel. A casa é ocupada por três pessoas, as quais foram retiradas e abrigadas na casa de parentes.

O engenheiro ambiental, Maicon Galvan, ressalta que a área afetada tinha cobertura vegetal, ou seja, o solo não estava exposto. Isso demonstra que a grande quantidade de chuva pode pôr em risco até mesmo áreas, até então seguras no município. Segundo ele, Francisco Beltrão possui solo concretado, ou seja, com bastante mineral.

Fotos: José Carlos Kniphoff e Maicon Galvan