por Ivan Cezar Fochzato

 

 

Na última sexta-feira(22) representantes dos produtores de maças de Palmas, acompanhados dos vereadores Juraci Antonelli; Leonardo Maito e Nestor Mikilita, estiveram reunidos, em Curitiba, com o secretário da Agricultura e do Abastecimento do Paraná, Norberto Ortigara, para discutir a execução de um plano de revitalização dos pomares de maçãs em Palmas. O plano prevê a renovação dos pomares, que poderão ser consorciados com o plantio de frutas de caroço, para dar sustentabilidade financeira ao produtor durante o ano todo.

 

Os produtores solicitaram o apoio do secretário Ortigara junto a instituições financeiras, de forma a ampliar o acesso ao crédito para renovação dos pomares, inclusive com cultivares mais modernas e produtivas. O plano apresentado prevê a implantação de cerca de 100 hectares de pomares por ano, durante cinco anos.

 

Ortigara destacou que um plano de renovação deve ser apoiado em elevada tecnologia para que os produtores alcancem produtividade, qualidade e tenham condições de colocar bem o produto no mercado, e consequentemente saldar os financiamentos.

 

O vereador Juraci Antoneli lembrou que uma parcela dos produtores de frutas de Palmas está decidida a renovar os pomares, reativar a produção de maçã e tornar o setor produtivo. Porém, a produção de mudas é muito cara e inviabiliza a recuperação do setor. O plano apresentado, observou, sinaliza um futuro promissor para a produção de maçãs e de frutas de caroço de clima frio e temperado na região Sul do Estado.

 

A produção de maçã no município de Palmas alcançou seu ponto alto na safra 2006/07, quando a área ocupada chegou a 1.000 hectares e a produção foi de 26.520 toneladas, praticamente o dobro da atual. Depois disso, os produtores entraram em crise, ficaram endividados e não conseguiram fazer a renovação dos pomares com tecnologia.

 

Segundo Ortigara, a maçã deve ser cultivada em sistema adensado, que permite uma condução mais adequada por produtor. O secretário se dispôs a discutir com o Iapar e a Codapar uma parceria para produção de mudas em apoio ao produtor. A solicitação dos produtores de maçã é o apoio para produção de cerca de 400 mil mudas de cultivares mais modernas.

 

Os produtores solicitaram também incentivos para preparo do solo com a aplicação de calcário, fósforo e potássio, elementos que contribuem para a recomposição da fertilidade. Será discutida também a instalação de um campo experimental de frutas de caroço no município de Palmas, para que os produtores tenham alternativas de produção durante todo o ano.

 

 

Segundo os produtores, a região de Palmas, por ser uma das mais frias do Estado, reúne condições para produção de frutas de caroço e uva de mesa de elevada qualidade em outros períodos do ano, que não coincidem com o cultivo da maçã. Sem a dependência da sazonalidade que restringe a geração de renda a um período de apenas cinco a seis meses por ano, os produtores ganham mais sustentabilidade, mantendo produção e renda durante todo o ano.

 

O presidente da Associação Paranaense de Fruticultura (Frutipar), Paulo Carlos Cosmo, solicitou ao secretário apoio para realização de um mapa da produção de frutas no Estado. Segundo ele, o Paraná tem condições de retomar a produção de frutas, mas para isso é necessário promover a união dos produtores com a pesquisa agroeconômica.

 

com informações da AEN