Durante visita ao município de Capanema na última semana, o Deputado Estadual Requião Filho (MDB) se deparou com uma situação difícil enfrentada pela população daquela região. Conforme as denúncias e os relatos recebidos pelos moradores, a oscilação de energia nas propriedades, em especial na área rural entre os produtores de leite e criadores de animais, vem afetando a produtividade e colocando em risco a economia local.

“A região é estratégica para a produção de leite e depende basicamente do fornecimento de energia elétrica para se manter economicamente ativa. Em propriedades onde há criação de animais, como em aviários, por exemplo, o prejuízo pode ser grande. São inúmeros motores que precisam ficar permanentemente ligados, sob o risco de perder toda a produção. Estamos questionando a Copel sobre a qualidade da distribuição de energia e projetos de aperfeiçoamento de transmissão para o Sudoeste paranaense”, comentou o deputado.

Requião Filho elogiou os produtores rurais e destacou a importância desse trabalho para a economia paranaense. Em reunião com a Associação dos Municípios do Sudoeste – AMSOP, recebeu a informação de que a Copel estaria anunciando investimentos para a melhoria dos trabalhos, mas até o momento não há prazo para que isso seja concretizado.

“Vamos cobrar para que o homem do campo seja valorizado no Paraná e para que todos os investimentos anunciados sejam aplicados devidamente, sob o risco de comprometermos nossa produtividade agrícola, tão importante para o Paraná”.

O Requerimento de Informações foi protocolado esta semana e deve ser respondido com os esclarecimentos solicitados, pela presidência da Copel, dentro de 30 dias.

Da assessoria