Por Larissa Mazaloti

 

O ex-governador Roberto Requião (PMDB), muitas vezes criticado pelo temperamento “picante”, ainda está no gosto do eleitorado. Depois de duas gestões a frente do Executivo paranaense, Requião afirma que gastou pouco e mal fez campanha porque se propôs a um plebiscito e o que valeu foi a aprovação do governo que fez.

 

Dos 2.691.557 votos em todo o Paraná, 213.119 foram do sudoeste. Ele agradecee garante aos eleitores que tem compromisso com a transparência e deve liderar a moralização do Senado.Requião diz o que pensa sobre as questões que estão sendo colocadas em jogo neste segundo turno que vai eleger o novo ou a nova presidente da República.

 

OUÇA A ENTREVISTA