Na Sessão Ordinária desta segunda-feira, dia 9, os vereadores de Francisco Beltrão aprovaram um projeto do Executivo e seis requerimentos. O projeto amplia o perímetro urbano no Distrito de Seção Jacaré em 36.379 m2. Com a ampliação, a área chega a 265.942 m2 e permitirá a construção da nova escola na comunidade, com recursos do Governo federal. Serão investidos cerca de R$ 1 milhão na obra e R$ 80 mil na aquisição de mobiliário. A escola terá capacidade de atender 150 alunos por turno.

Requerimento do vereador Paulo Grohs, PSDB, solicita informações do número de máquinas e caminhões, consumo mensal de combustível e concessão de horas extras por parte da secretaria municipal de Desenvolvimento Rural. O vereador Brizola, PSL, pede informações dos programas e projetos que estão sendo desenvolvidos pelas secretarias municipais de Saúde, Assistência Social e Meio Ambiente. Aires Tomazoni, PMDB, quer a substituição da localização do radar eletrônico da PR 892, saída para Marmeleiro. A sugestão é que seja transferido para as proximidades do acesso aos loteamentos que estão sendo implantados.

A vereadora Maria de Lourdes Pazzini, PMDB, sugere alteração na legislação municipal visando a concessão de aposentadoria especial aos 25 anos de serviços prestados para os servidores efetivos da área de saúde que trabalham expostos a agentes noviços químicos, físicos e biológicos. Ela destaca que o direito é garantido por Lei Federal e quer que seja adotado pela administração municipal de Beltrão.

Outros dois Requerimentos são da vereadora Elenir de Souza Maciel, PP. Solicita adequação do espaço físico de propriedade do município, localizado na rua Beija-Flor, bairro Padre Ulrico, para a implantação da capela mortuária que atenderá o bairro e os conjuntos habitacionais daquela região que concentra cerca de nove mil moradores. Também reivindica a conclusão de um barracão localizado no prolongamento da rua Marília, bairro Padre Ulrico. A obra inacabada tem cerca de dois mil m2 e poderia abrigar pelo menos dez pequenas empresas, gerando empregos e renda.

Outros pedidos foram feitos através de Indicações. A vereadora Elenir Maciel solicitou para a comunidade de Rio Saudade a implantação de poço artesiano, cascalhamento em frente a capela mortuária e substituição da ponte de madeira por uma de concreto. Tupi Prolo indicou melhorias na estrada vicinal da Barrinha do Jacutinga até a localidade de Barra Bonita, inclusive com melhorias nos bueiros.

Paulo Grohs gestionou alguns pleitos para a comunidade de Nova Concórdia. Pediu que o fumacê seja feito na sede da localidade devido ao excesso de mosquitos e insetos. Inclusive os moradores temem o mosquito transmissor da Dengue. Também indicou a construção de calçamento na estrada que dá acesso ao Recanto da Amizade e, para a rua Alexandra Signorini, pediu meio fio e poste de iluminação pública. A vereadora Maria de Lourdes Pazzini reivindicou melhorias nas estradas que dão acesso às propriedades de Dirceu Cluzeni, em Rio Guarapuava, Delviro Schmitz, em Rio Pedreirinho, e Marino Carbonera, em Rio Palmeirinha.

Greve da Unioeste

No final da sessão fez uso da Tribuna, o agente universitário João Paulo da Rocha, que repassou informações sobre a greve da Unioeste, campus de Beltrão, detalhando para os vereadores os pleitos da categoria. Diversos servidores e professores da instituição que estão em greve também compareceram ao Legislativo para acompanhar a explanação.