A Polícia Civil de Palmas, sul do Paraná, cumpriu na manhã desta quarta-feira, 03, um mandado de prisão expedido pela comarcar de Capanema contra Adriano Brasil Silveira, vulgo “chaves”.  Segundo o delegado Juraci Lopes de Souza o rapaz é acusado de fazer parte de uma quadrilha que age na região aplicando golpes com folhas de cheques falsificadas.

O mandado de prisão de Adriano saiu após várias vítimas o reconhecerem através de fotos e imagens de monitoramentos de estabelecimentos comerciais que foram levados, em Capanema e região.

No inicio do mês de novembro seis folhas de cheques falsificadas do banco Bradesco em nome da prefeitura de Ampére foram apreendidas em Palmas pela Polícia Civil. As folhas estavam de posse de Júlio Cesar Kobeski 36 anos, que foi preso em flagrante.

O GOLPE

A folha é idêntica a uma original, com dados, CNPJ, endereço, data da abertura da conta, e dados do banco, mas segundo a Polícia todos os dados são fictícios, preenchidos em um computador e impresso em uma máquina de alta qualidade.

De posse das folhas impressas os elementos buscavam estabelecimentos comerciais, de preferência mercados de pequeno porte, onde efetuavam compras em valores menores que os preenchidos, fazendo com que o estabelecimento voltasse aos criminosos certa quantia em dinheiro. Adriano encontra-se detido na carceragem provisória da delegacia de Palmas, a disposição da justiça.

A Polícia Civil continua as investigações que já duram aproximadamente oito meses e segundo o delegado há possibilidade de nas próximas semanas a polícia cumprir outros mandados de prisão.