Após dez meses de investigações, a Polícia Civil de União da Vitória, sul do Paraná, prendeu C.G., 22, acusado pelo assassinato de sua avó, I.H.G., 79, ocorrido em dezembro de 2013. Na ocasião, a casa onde a idosa foi morta não apresentava sinais de violência ou arrombamento. No entanto, realizada a perícia, foi constatada que a mulher veio a óbito, em decorrência de agressões sofridas.

Considerando as condições que a cena do crime se encontrava, a facilidade com que o criminoso teve acesso à residência e que a idosa morava sozinha, a Polícia iniciou as investigações acerca de pessoas que mantinham convívio com ela. Em meio à esse trabalho, os agentes chegaram à conclusão de que o neto teria participação no crime, visto que o mesmo não trabalhava, dependendo financeiramente de sua avó, razão pela qual muitas brigas ocorreram, visto que a idosa, por vezes, negou-se a dar dinheiro para o neto. Além disso, após o crime, o rapaz foi embora de União da Vitória, sem informar o seu destino.

Com a apresentação das provas, a Justiça expediu o mandado de prisão preventiva contra o suspeito. Após inúmeras diligências, a Polícia efetivou a prisão do rapaz no final do mês de outubro. O acusado foi encaminhado à 4ª SDP de União da Vitória e agora, permanece à diposição dos trâmites judiciais.