A Rádio Club de Palmas, sul do Paraná, realizou no último sábado (15), a primeira mesa redonda Palmas-Desafios e Perspectivas, onde contou com a participação de pessoas ligadas ao setor financeiro, agronegócio, indústria e comércio. A iniciativa teve por objetivo, oportunizar o debate de ideias, visando o crescimento e o desenvolvimento do município, nas mais diversas áreas.

Convidados pela rádio Club, os participantes num primeiro momento fizeram uma avaliação particular da realidade de Palmas. Posteriormente, apresentaram suas sugestões. Por sua vez, o gerente da Caixa Econômica Federal, Luiz Carlos Pieta, defendeu a urgente união de todas as forças que compõem o contexto da sociedade de Palmas, numa ação para a geração de emprego e renda. Salientou a necessidade de uma forte ação empreendedora. Disse ainda, que as instituições financeiras estão aí para auxiliar os empresários locais.        

       

                                                     

O diretor do departamento de Indústria e Comércio, César Pacheco Batista, apresentou o que está sendo possível fazer em sua pasta, porque conforme ele, Palmas atualmente não dispõe sequer de um terreno para doar aos empresários. Também falou da necessidade de união de esforços para diversificação da matriz econômica de Palmas.

O empresário e membro da direção da ACIPA, Daniel Langaro, elencou a necessidade de um planejamento estratégico de forma conjunta entre a sociedade local e organizações que ofereçam suporte técnico. Nesse trabalho, a população elegeria as prioridades. Langaro alertou que Palmas precisa definir o que quer fazer para acelerar seu processo de crescimento e desenvolvimento.     

O agropecuarista Kiko Pagliosa, focou a necessidade de se alterar o modelo político de Palmas, banindo o atual sistema. Conforme ele, o que Palmas precisa é fazer aquilo que não está sendo feito. Defendeu também um plano de ações que se prolongue para 30 anos, sem que seja modificado por interesses partidários. Na oportunidade, cobrou que os governantes municipais atendam os empreendedores locais.