Ocorreu na última semana, a apresentação de propostas para a construção da Fórum da Vara do Trabalho de Palmas, sul do Paraná. A empresa vencedora do primeiro certame, desistiu da obra, sendo então necessário a realização de uma nova licitação.

Em maio de 2014, a empresa P.R Barela Construção Civil LTDA., de Saudade do Iguaçu, venceu o processo licitatório, com um valor de R$ 1,2 milhão, para a construção do prédio de 507 m². Com a autorização por parte do Congresso Nacional para o realocamento de recursos, destinando mais de R$ 1,6 milhão para o Fórum do Trabalho de Palmas, a estimativa era de que as obras iniciassem ainda no primeiro semestre de 2015, num prazo de 12 meses para conclusão.

Planilha de custos do TRT
  • Compartilhe no Facebook

Planilha de custos do TRT

No entanto, a empresa vencedora desistiu do serviço,sendo iniciado um novo processo licitatório. As construtoras interessadas destinaram as suas propostas ao TRT, que realizou a abertura dos envelopes no último dia 24 de setembro. Participaram do pregão as empresas: Construtora Vale Oeste Ltda Epp, Empremac Serviços e Obras Ltda, PGC Engenharia de Obra Ltda Epp, BC Construtora Ltda Epp, Construtora Saimor Ltda, Construtora Dinâmica Ltda Epp, Tallento Cons. De Obras Ltda e Construtora Sudoeste Ltda.

Realizada a abertura das propostas, o representante da Construtora Sudoeste Ltda, presente na sessão, questionou a validade dos atestados técnico-operacionais de instalações elétricas apresentados pelos outras empresas, alegando que “somente a Construtora Sudoeste tem o engenheiro elétrico no seu quadro junto com o atestado”. Dessa forma, a sessão foi suspensa, para que os técnicos do TRT realizassem uma análise mais detalhada de toda a documentação.

Realizados os trâmites e analisados os recursos, no dia 21 de outubro ocorreu uma nova abertura de propostas, tendo oito empresas concorrendo – BC Construtora LTDA; Tallento Construtora de Obras LTDA; Construtora Vale Oeste LTDA; Empremac Serviços e Obras LTDA; Construtora Saimor LTDA; PGC Engenharia de Obras LTDA; Construtora Dinâmica LTDA e Construtora Sudoeste LTDA.

Propostas das 8 empresas participantes
  • Compartilhe no Facebook

Propostas das 8 empresas participantes

Segundo o orçamento do TRT, a obra deverá custar cerca R$ 1,66 milhão, prevendo serviços como administração de obra e serviços iniciais, instalação do canteiro de obras, movimento de terra, infra-estrutura, paredes e painéis, esquadrias, cobertura, impermeabilização e tratamentos, revestimentos internos, revestimentos externos, pisos internos/externos, rodapés, soleiras e peitoris, instalações hidrossanitárias, instalações de ar condicionado, instalações de prevenção contra incêndios, instalações elétricas, instalações lógicas, cftv, telefonia e alarme, entre outros.

Contudo, segundo as propostas apresentadas, a empresa BC Construtora LTDA, de Cascavel, oeste do Estado, classificou-se em 1º lugar, com um valor orçado em R$ 1,408 milhão. As propostas ainda deverão seguir sob análise da Comissão de Licitações do TRT, para, posteriormente, serem publicadas em Diário Oficial e a empresa vencedora receber a homologação.