O Promotor, Andre Luiz de Araújo, titular da 2ª Promotoria de Justiça da Comarca de Palmas, sul do Paraná, destacou hoje a posse da procuradora, Maria Tereza Uille, no cargo de conselheira do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) nesta terça-feira(13).

 Ao recordar que foi ela quem lhe entregou o termo de posse no Ministério Público do Paraná, Araújo mencionou que a empossada foi a primeira mulher a assumir a Procuradoria Geral de Justiça, ainda quando promotora, aos 38 anos. “Ela é inspiração para a toda a geração mais nova de promotores. Sua posse significa o reconhecimento da qualidade do Ministério Público do Estado do Paraná”, comemorou.

 Maria Tereza Uille é procuradora de Justiça e tem um extenso histórico de atuação na área de política criminal e penitenciária, um dos focos do CNJ. Formada em Direito pela Universidade Estadual de Londrina/PR, ingressou no Ministério Público em 1987. De 1999 a 2002, presidiu a Associação Paranaense do Ministério Público e, em março de 2002, tornou-se a primeira mulher a assumir a Procuradoria-Geral de Justiça do estado do Paraná.

Entre 2011 e 2014, foi secretária de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos do Paraná, durante o primeiro mandato do governador Beto Richa (PSDB). Na época, foi responsável pela implementação do Sistema Eletrônico de Execução Unificado (SEEU) no estado.

Desde janeiro de 2016, Maria Tereza é membro titular do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP), órgão subordinado ao Ministério da Justiça responsável por propor diretrizes, sugerir metas e prioridades para a política criminal e penitenciária no país.