Na sessão ordinária desta segunda-feira (09), que teve ausência de Cleber Fontana e Maria de Lurdes Pazzini, os vereadores de Francisco Beltrão discutiram, votaram e aprovaram seis projetos de lei e um requerimento. Em redação final foram aprovados os projetos do vereador Cleber Fontana (PSDB).

Um deles, institui o programa de orientação e prevenção de acidentes domésticos e o outro dispõe sobre a obrigatoriedade de conserto dos buracos e valas abertas nas ruas e passeios públicos. Em primeira votação foi aprovado o projeto do vereador Paulo Grohs (PSDB) que cria a campanha permanente de doação de livros e revistas para bibliotecas públicas e escolas municipais.

Outro projeto do legislativo, aprovado por unanimidade, tem como proponente o vereador Aires Tomazzoni (PMDB). O projeto é o 34/2015, que propõe alterações na lei municipal 3.361/2007, a qual trata do código de posturas do município. O objetivo seria adequar o horário de atendimento de bares e lanchonetes, oportunizando o funcionamento 24 horas.

De autoria da presidente Elenir de Souza Maciel, foi aprovado projeto proibindo a exploração do gás do Xisto pelo método de fratura hidráulica, que é bastante utilizado pelas companhias de petróleos e gás para aumentar sua produção. O projeto foi sugerido pelo Major Antonio Schinda, coordenador regional da Defesa Civil e tem finalidade preventiva.

Ainda foi discutido e aprovado requerimento de autoria do vereador Paulo Grohs, solicitando explicações da administração municipal sobre o reajuste concedido na taxa de iluminação pública. Paulo questiona a base de cálculo para o aumento da taxa, intuito do reajuste e os motivos pelos quais não houve debate e nem comunicação para os vereadores e para a população.

A Câmara de vereadores tem nova sessão ordinária na tarde desta terça-feira, a partir das 14 horas. Na oportunidade serão votados projetos, requerimentos e apresentadas indicações. A população é convidada a participar e acomp0nhar de perto o trabalho dos vereadores.