Aproximadamente 1000 pessoas participaram no salão nobre do CPEA na noite de terça-feira, 10, da edição final deste ano do projeto “Justiça e Disciplina se aprendem na escola”. Foram sete meses de trabalhos com alunos do 5° ano de oito escolas municipais de Palmas, sul do Paraná, levando conhecimentos e esclarecendo acerca das funções desempenhadas pelo Exército Brasileiro, Poder Judiciário, Ministério Público e Advogados.

Durante o projeto os alunos receberam nas salas de aulas representantes das instituições mencionadas, visitaram o Fórum e à 15ª Companhia de Engenharia de Combate Mecanizada, participaram de produção cultural e júri simulado.

A Juíza Tatiane Bueno Gomes, da Vara Civil da comarca de Palmas, que comandou o projeto esse ano, destacou o sucesso e a participação da comunidade. Avaliou que o entusiasmo dos alunos foi fundamental para que as atividades saíssem conforme o cronograma.

A segunda edição do projeto aconteceu com a participação do Exército com a parte de disciplina, para que a criança segundo a magistrada aprenda desde cedo, seus direitos e também os seus deverem, não só com a justiça, mais sim com a sociedade e com a família.

A comarca de Palmas foi a única a ter a participação do exercito brasileiro. Segundo o Major Rodrigo Lanzellotte, comandante da 15ª Cia de Engenharia de Combate Mecanizada, foi uma oportunidade de aproximar a sociedade cada vez mais das forças armadas.

O programa tem por objetivo divulgar noções básicas sobre disciplina, direitos e deveres, bem como facilitar o acesso à justiça, por meio de uma educação voltada para a cidadania.

Como as crianças e adolescentes são agentes multiplicadores de informação, o programa possibilita a difusão de conhecimentos sobre Justiça e cidadania aos familiares e à comunidade, além de conscientizar sobre direitos e deveres, e a forma de exercê-los.

Participarão do projeto as Escolas: Tia Dalva, Pequena Águia, HBC, Professora Nerosi Menin Colza, Nossa Senhora de Fátima, São Sebastião, Terezinha Marins Pettres, Professora Senhorinha Miranda Mendes, Bom Jesus, Oscar Rocker, Campo Bom Bosco, Campo Isolda Barcellos Knolseisen, totalizando cerca de 800 crianças/adolescentes.