Projeto do Instituto Policlínica é contemplado pela Itaipu

por Evandro Artuzzi em 3 de Maio de 2018 19:03
por Evandro Artuzzi em 3 de Maio de 2018 19:03
Esta matéria utiliza fontes de: Assessoria

Na segunda-feira (30), o Instituto Policlínica PB, entidade sem fins lucrativos responsável pela gestão hospitalar da Policlínica Pato Branco, foi comunicado que um projeto para renovação do parque tecnológico foi aprovado pela Itaipu Binacional. A entidade autorizou a liberação de R$ 4.224.480,00 para a aquisição de um novo equipamento de Radioterapia (acelerador linear) para o serviço de Oncologia – Unacon com Radioterapia, do Instituto.

O projeto apresentado à Itaipu teve apoio do deputado federal Fernando Giacobo, por ampliar a capacidade de assistência aos tratamentos de câncer de pacientes que utilizam o serviço de Oncologia do hospital. O Instituto Policlínica PB atende os 15 municípios da microrregião de Pato Branco e mais sete cidades da 3ª Regional de Saúde de Santa Catarina, com população somada de mais de 300 mil pessoas.

Em comunicado, a diretoria do Instituto Policlínica PB observa que os recursos serão liberados assim que algumas questões burocráticas foram resolvidas. “É uma verba específica para a compra do equipamento e a Itaipu fiscalizará todo o processo. O novo equipamento propiciará alta resolutividade, combatendo a doença com o mínimo de efeitos colaterais aos pacientes”, diz o texto.

A diretoria acrescenta ainda que o projeto só foi aprovado pelo Instituto Policlínica PB ser uma entidade filantrópica. “Não teríamos condições financeiras para adquirir por conta própria o equipamento”, acrescentando que o acelerador linear será alocado na Fundação Sudoestina de Combate ao Câncer.

Como o acelerador linear é produzido no exterior, a previsão é de que todo o processo de importação deva levar mais de seis meses.

O serviço de Oncologia – Unacon com Radioterapia, do Instituto PB é referência e responsável pelo atendimento via Sistema Único de Saúde (SUS) em 22 municípios: Bom Sucesso do Sul, Chopinzinho; Clevelândia, Coronel Domingos Soares, Coronel Vivida, Honório Serpa, Itapejara D’Oeste, Mangueirinha, Mariópolis, Palmas, Pato Branco, São João, Saudade do Iguaçu, Sulina e Vitorino, no Paraná; e São Lourenço do Oeste, Jupiá, Campo Erê, Coronel Martins, Galvão, Novo Horizonte e São Bernardino, em Santa Catarina.

Compartilhar