Os vereadores debateram e votaram na sessão plenária de segunda-feira (28), na Câmara Municipal, uma pauta com sete projetos de lei. Entre os projetos aprovados em última discussão e votação, o projeto que  autoriza o Executivo a conceder subvenção social  ao Instituto Theóphilo Petrycoski, no  valor de R$ 25.996,00, e o projeto que cria o Conselho Municipal dos Direitos da  Pessoa com deficiência .

Em primeira discussão foi provado o projeto de lei, de autoria do vereador Raffael Cantu (PC do B), que institui a Semana do Livro e da Comunidade dos escritores de Pato Branco. O projeto visa incentivar o hábito da leitura e valorizar os escritores, ressaltou o vereador, antecipando que não fixou um período para a realização do evento.  O ato deverá se processar quando da regulamentação da legislação,  regulamentação que  é feita pelo Executivo.

O número de livros lidos pelos brasileiros, bem como, o número de leitores ainda não se aproxima dos índices idealizados por órgãos governamentais, institutos, universidades e outros, conforme são  expostos nos dados da edição da pesquisa “Retratos da Leitura no Brasil”, promovida pelo Instituto  Pró-livro e aplicada pelo Ibope Inteligência, a principal referência do tema no país.

De acordo com a pesquisa,  segundo Cantu, publicada em 2012, o número de leitores, considerado habitantes brasileiros acima de 5 anos de idade, é de 50% das população, sendo a que a média de livros lidos nos últimas meses que antecederam a pesquisa é de 1,85 por habitante, tendo esse número reduzido para 1,05 em relação à leitura espontânea, ou seja, excetuadas as leituras obrigatórias, como por exemplo os livros exigidos na escola.  O Brasil ocupa o 47º  colocado de uma lista com 52 países, elaborada pela Unesco, que revela que em países mais desenvolvidos a média de livros lidos espontaneamente é de 10 livros. A França chega a alcançar a média de 25.

“Nós temos essa preocupação com a falta da promoção da literatura”, salientou o vereador, registrando que o projeto visa valorizar os escritores do município. Pelos dados, cerca de 50  escritores integram o cadastro do banco de artistas de Pato Branco, a comunidade de escritores é expressiva, o proposição busca a promoção, a oportunidade para que apresentem a suas obras, e venham  a ser fomentadas e difundidas em nossa cidade.

Título

Aprovados  ainda na sessão, os projetos  de lei que denominam vias públicas de  Antoninho Catani, Sebastião Ribas, Prefeito Milton Popija e de Antoninho Catani.  De autoria do vereador Ito Oliveira (PV), aprovado em primeira discussão, o projeto de decreto legislativo, que concede título de Cidadão Honorário de Pato Branco a João Petry.