Da Assessoria/Postado por Larissa Mazaloti

 

Iniciou nesta semana mais uma etapa do Programa Municipal de Controle e Erradicação de Brucelose e Tuberculose, desenvolvido desde 2005. Nesta fase, 1.238 animais de 85 propriedades rurais passarão por exames para identificar a incidência de brucelose e tuberculose, em que a Prefeitura de Pato Branco subsidiará 50% do valor das análises. O programa também garante a vacinação contra brucelose de forma gratuita em bezerras de 3 a 8 meses de idade, processo que iniciará na segunda quinzena de setembro.

Segundo o secretário municipal de Agricultura, José Nilton Sanguanini, o programa contribui diretamente para garantir a sanidade da produção de gado de corte e de leite no Município, oportunizando economia aos agricultores através dos subsídios. “Nossos agricultores familiares estão tendo uma economia considerável, pois o exame na iniciativa privada custa aproximadamente R$ 20 por animal. Dentro do programa municipal, esse valor é de R$ 7,50”, completa o secretário.

No total serão 2.459 animais leiteiros com idade acima de 24 meses examinados dentro do programa ao longo deste ano. Na próxima etapa, com início previsto para setembro serão 1.238 animais, de 95 propriedades. “Este é mais um programa que deu certo, pois com esse apoio nossos agricultores estão melhorando e aumentando a produção, gerando renda e comercializando produtos de qualidade”, evidencia o prefeito de Pato Branco, Roberto Viganó.

Além dos exames e da vacinação, o programa também desenvolve atividades de capacitação voltadas a técnicas de produção e manejo na cadeia leiteira. Neste ano, os agricultores estão inseridos no Leite em Debate, evento promovido pela Prefeitura, Instituto Agronômico do Paraná (IAPAR) e Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). A segunda etapa envolverá 95 produtores e acontecerá no dia 12 de setembro, na unidade do IAPAR Pato Branco.