O Poder Judiciário do Estado do Paraná e o Sistema Fecomércio Sesc Senac Paraná em parceria com a Unipar e a Prefeitura de Francisco Beltrão realizarão no dia 03 de agosto, mais uma edição do Programa Justiça no Bairro / Sesc Cidadão / Justiça no Campo. O local do evento será na Unipar, na Avenida Júlio Assis Cavalheiro, nº 2.000. O atendimento à população acontecerá das 9h às 17h.

Segundo o professor Alexandre Magno Moreira, coordenador do curso de Direito da UNIPAR, o objetivo do programa é atender à população economicamente vulnerável de Francisco Beltrão e região, favorecendo a conciliação por meio de audiências prévias em inúmeras áreas do direito, possibilitando a resolução com a expedição imediata dos documentos.

O programa acolhe a demanda reprimida na justiça: a consensual e a litigiosa, possibilitando orientação e pronto atendimento nas áreas Cível (Curatela), Família (Divórcio, Alimentos, Guarda, Regulamentação de Visitas, Reconhecimento e/ou Averiguação de Paternidade/Maternidade, Reconhecimento e Dissolução de União estável, Restabelecimento de sociedade conjugal, Tutela e Alvarás – levantamento de valor pós mortem – e Registros Públicos – Retificação de registro civil e outros, além de serviços municipais. Todos os serviços são gratuitos, exceto o exame de DNA (valor a partir de R$ 220,00 – trio: mãe, pai e filho). Emissão de Carteira de Identidade os interessados deverão levar certidão de nascimento/ casamento original e uma foto 3×4 padrão RG.

Serviços ofertados pela Unipar:

Prevenção e Diagnóstico do Câncer Bucal e Orientação de Higiene Oral; Contação de Histórias e Orientação Profissional; Orientação sobre a prevenção do Câncer de Pele e Design de sobrancelha; Avaliação e Orientação Nutricional; Teste de Glicemia; Verificação de Pressão Arterial e Orientação sobre Câncer de Mama e de Próstata; Orientação sobre o Nota Paraná e o Impostômetro; Atividades de Recreação e Exposição de Engenharia Civil e Arquitetura.

Para ter acesso aos serviços, o público interessado deverá levar comprovante de renda, já que alguns serviços somente serão disponibilizados à população com renda máxima de até 3 salários mínimos por pessoa, comprovante de endereço e documentação pessoal.

Confira a matéria na íntegra:

 

O texto contém informações da assessoria de comunicação.