Produtores interessados em ingressar na produção de trutas em Palmas, sul do Paraná, participaram ontem(21) de um encontro técnico que apresentou informações sobre as condições, custos com instalações e manutenção da estrutura. A reunião, na Câmara de Vereadores, foi conduzida pelo Zootecnista e Doutor em Aquicultura, Claudio Kinach Loureiro.

Desde 1992 a atividade é desenvolvida no município através de um centro produtivo, na localidade de Pastamec, há 30 quilômetros da cidade, que produz anualmente 10 toneladas da variedade arco-iris. A proposta é ampliar a atividade a outros produtores, aproveitando o potencial climático e hídrico  específico do município, através de um planejamento da cadeia que vai desde o desenvolvimento de alevinos, engorda, abate e comercialização do peixe.

O Diretor de Agricultura, Edson Cassaniga, repassou informações obtidas em viagem técnica à região Serrana de Santa Catarina onde a atividade é desenvolvida em tanques com custo de implantação de aproximadamente R$ 8 mil, com capacidade para cinco a seis mil alevinos, que ao final do ciclo produtivo,  rendem ao produtor o dobro do valor investido.  Explicou que Palmas, conforme levantamento já realizado,  um tanque de blocos, por exemplo, pode ser construído com um custo bem menor. “A produção também pode ser feita em tanques de terra, tipo açude, com adaptações técnicas e utilização de alguns materiais como lonas ou manta de liga plástica, elástica e flexível, as chamadas geomembranas, o que diminui ainda mais o custo”, disse ele.

_MG_4101
  • Compartilhe no Facebook

Prefeito, Dr. Kosmos manifestou apoio e ações para o plano. Foto; Josiani F. Almeida

Contou  que a partir da próxima semana, com a participação do especialista/pesquisador em aquicultura, que desenvolverá trabalho de orientação técnica para a unidade já existente no município, serão feitas visitas aos que manifestarem interesse na truticultura , para avaliar as características ambientais e estruturais existentes nas propriedades e indicar o melhor investimento para  a viabilizar a produção. “A reunião de ontem serviu para despertar o interesse, mas informamos temos um produtor que  iniciará na atividade  já na próxima semana, a com a construção de tanques”, informou Cassaniga.

Salientou que a prefeitura também está apoiando a Trutas Pastamec para reativação da sua unidade de abate e frigorífica e, ainda, para  obtenção das certificações para venda em nível de estado ou em âmbito federal, através do SIE ou SIF. “ Estamos conversando com os restaurante de Palmas, para que todos sirvam a truta e, com isso, criarmos um prato característico do município”, disse ele.