Aconteceu na última terça-feira (02), durante a 37ª Expointer (Exposição Internacional de Animais, Máquinas, Implementos e Produtos Agrícolas) em Esteio (RS), a assinatura do protocolo para a criação da Aliança Láctea Sul Brasileira, composta pelos três Estados do sul, tendo como objetivo trocar experiências e identificar ações para a melhoria na qualidade e produção leiteira na região.

"O PR tem 115 mil produtores, produzindo 4,5 bilhões de litros por ano", destacou Ortigara
  • Compartilhe no Facebook

“O PR tem 115 mil produtores, produzindo 4,5 bilhões de litros por ano”, destacou Ortigara

O documento foi assinado pelos secretários de agricultura, Norberto Ortigara, do Paraná, Airton Spies, de Santa Catarina e Claudio Fioreze, do Rio Grande do Sul. De acordo com Ortigara, em entrevista ao RBJ.com.br, com uma produção atual de 11 bilhões de litro ao ano, cerca de 33% da produção nacional, o objetivo é tornar a região sul, num prazo de até seis anos, no principal polo produtivo do país, e dessa forma explorar o mercado internacional.

O secretário paranaense destacou a atuação do sudoeste do Paraná, que ultrapassa 1 bilhão de litros produzidos ao ano, e que juntamente com as regiões oeste do Paraná e Santa Catarina e noroeste gaúcho, formam a principal bacia leiteira no sul. ”Essa grande região, que é dividida somente politicamente, é onde se concentra a nossa produção. Precisamos melhorar, o produtor melhorar a alimentação do gado, avançar nas questões sanitárias e usar de boas práticas, o leite tem que ser leite, não pode ter porcaria como foi encontrado, manchando a imagem do produtor, do transportador e da agroindústria.”, pontuou Ortigara.

Salientou que além do acordo firmado entre os governos estaduais, a Aliança contará com a participação dos sindicatos de produtores, cooperativas, federações e agroindústrias, para a ampliação da assistência técnica, fornecimento de implementos e melhoramento genético do rebanho sulino. No primeiro ano do projeto, os trabalhos serão comandados pelo Paraná. Conforme Ortigara, as ações serão executadas de forma conjunta, respeitando as particularidades de cada região.   “Nesse mês as equipes técnicas dos três estados estarão reunidas para definir os procedimentos e metas a serem seguidos.”, informou.

Ouça: