Os advogados da OAB Palmas podem esperar muito trabalho e dedicação da gestão que inicia. É o que assegura o novo presidente da subseção, Eduardo Tobera Filho, o advogado mais jovem do Paraná a assumir o cargo.

Tobera Filho explica que a diretoria da OAB Palmas atuará em duas frentes: a valorização dos advogados e o respeito e proteção ao cidadão. Com base nessas diretrizes, a subseção subdividiu inúmeros projetos que buscam um reconhecimento da advocacia. “Lutaremos pela conscientização dos servidores do Judiciário, do Ministério Público, de delegacias de polícia e de todos os órgãos públicos federativos, estaduais e municipais. Trataremos da importância da advocacia e de seu exercício”, anuncia.

A subseção de Palmas também está realizando cursos mensais e abrindo diálogo com a advocacia, a fim de aprimorar o conhecimento para o exercício da profissão.

Eleições Limpas – A OAB Palmas lançou no dia 9 de junho o Projeto Eleições Limpas, em evento que contou com palestra do presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), desembargador Luiz Fernando Tomasi Keppen, sobre as perspectivas das Eleições Municipais 2016. O evento reuniu advogados, juízes eleitorais de toda região, Ministério Público, servidores, Polícia Militar, Exército, chefes do Executivo, do Legislativo, candidatos ao próximo pleito e a população.

Na ocasião, Tobera anunciou a criação pela subseção de Palmas do primeiro Comitê 9840, de combate à corrupção eleitoral, com vistas às eleições municipais deste ano. “Receberemos denúncias de irregularidades nas campanhas eleitorais, tentativas de compra de voto, uso de bens e serviços públicos por candidatos, propaganda irregular e outras práticas vedadas pela legislação eleitoral. Nossa Comissão Eleitoral, designada também no dia 9 de junho, realizará e intermediará os debates dos candidatos ao Executivo, a fim de demonstrar maior transparência das propostas à população”, explica Tobera Filho.

“Estamos começando uma articulação com o Ministério Público e outras entidades do setor, sociedade civil e igrejas, para montar uma estrutura capaz de contribuir com o processo eletivo, no sentido de fiscalizar para que o poder econômico não prevaleça sob a efetiva vontade do eleitor ou que a desvirtue. Desde já confirmamos que haverá fiscalização posterior às eleições, a fim de acompanhar, orientar e fiscalizar todas as políticas públicas e sociais e a devida proteção e benefícios legais essenciais e imprescindíveis à população”, frisa.

Desafio – Apesar de jovem, Eduardo Tobera Filho diz que encara o grande desafio de presidir a subseção de Palmas com “tranquilidade e muita vontade para suprir e cumprir as expectativas de toda nossa classe e da sociedade”. “Todos os advogados, ex-presidentes e conselheiros têm ideias, ideais, projetos e conselhos válidos para a Ordem. Por que não unir todos esses pensamentos para um objetivo comum?”, diz.

Além do aprendizado diário em conjunto com os advogados que buscam uma OAB mais forte, Tobera conta que tem realizado um intercâmbio com as outras subseções do estado. “Pretendo visitar todas dentro de dois anos, a fim de discutirmos os problemas e projetos que cada qual tem para proteger a classe. Os problemas de hoje em uma determinada subseção poderão ser os da nossa amanhã. E assim já teremos uma prévia solução”, diz.