Menos de um mês após aplicar um aumento de 6% nas contas de água dos paranaenses, a Companhia de Saneamento do Estado, a Sanepar, comunicou que na última semana pediu ao Instituto das Águas, uma “revisão tarifária extraordinária” dos preço da água e esgoto, ou seja, mais um aumento nas contas.

A empresa não irá divulgar o percentual solicitado para o reajuste, até a decisão do órgão regulador. Caso seja aprovado, esse será o terceiro aumento nas contas de água somente em 2015. Em maio, as faturas ficaram 6,5% mais caras. Em junho, 6%. A estimativa é de que o reajuste seja aplicado a partir do dia 01 de setembro.

A justificativa da Sanepar é de que a revisão nos preço se faz necessária pela alta no valor da energia. Assim, o pedido não pode ser considerado como um aumento, visto que trata-se de uma situação excepcional.  Segundo a estatal, os sucessivos aumentos na energia devem provocar gastos 88% maiores, comparados ao ano passado.

A gerência da Sanepar consola os paranaenses, afirmando que os preços dos serviços de áagua e esgoto são “muito mais baratos” do que as tarifas de energia e telefonia, por exemplo. Atualmente, os consumidores residenciais pagam R$ 50,90 por até 10 metros cúbicos de água, enquanto que para os consumidores comerciais, a tarifa sobe para R$ 91,51.