Dois sistemas de iluminação com lâmpadas de LED foram instalados na rotatória das avenidas Julio Assis Cavalheiro e Luiz Antonio Faedo.  A novidade está sendo testada pela Prefeitura, que tem a intenção de utilizar a tecnologia, mais eficiente em comparação com as lâmpadas convencionais, na iluminação pública da cidade.

Cada haste anexada ao poste contém oito módulos com 192 lâmpadas de LED, logo 192 watts, ante os 100 das lâmpadas de vapor sódio. Além da eficiência, o LED também tem vida útil de 50 a 100 mil horas, não contém metais pesados em sua formulação e é 100% reciclável.

Todos estes benefícios têm seu preço, segundo o secretário de Urbanismo, José Carlos Vieira. “O LED é, realmente, mais caro. Porém, é só o investimento para aquisição e instalação, porque na relação custo-benefício, o LED demanda quase nenhuma manutenção, já que não tem reator, e pode durar cerca de 12 anos”, explica.

A iluminação de LED será testada por 15 dias; a empresa MasterLed se dispôs a ceder e instalar o equipamento para a Prefeitura inicialmente verificar a eficiência e, depois, analisar custos e formular projetos para a provável troca das lâmpadas em alguns pontos da cidade.