Nesta quinta-feira, dia 18, o prefeito de Pato Branco, Augustinho Zucchi, liberou o tráfego na parte superior do viaduto na avenida Tupi, região Sul da cidade. No perímetro ainda existem obras e, por isso, é importante que os condutores dirijam com cuidado e atenção maior à sinalização. A medida atende o compromisso da Administração Municipal em liberar o trecho antes do Natal, em virtude do movimento que cresce no comércio nesta época. Moradores, empresários da região, lideranças comunitárias e vereadores, acompanharam o momento da entrega parcial da obra.

O prefeito Zucchi lembrou que a construção do viaduto integra um grande projeto de mobilidade urbana para Pato Branco, que é a revitalização das ruas Tocantins (concluída) e Ivaí (em execução). “O viaduto é a ligação entre as ruas Ivaí e a Tocantins, que juntas serão uma nova alternativa de acesso e integração da cidade. Com certeza, essa é uma das principais obras de infraestrutura no setor viário de Pato Branco”, enfatizou o prefeito.

Agora, o trabalho segue na parte inferior do viaduto, no ponto entre as ruas Ivaí e Tocantins. O secretário de Engenharia, Obras e Serviços Públicos, Frederico Demário Pimpão, estimou que a obra seja concluída até o início de março de 2015. “Tínhamos pressa, em que priorizamos o trecho da Tupi, pela acessibilidade ao comércio e fluidez no trânsito, tendo em vista que a avenida é a principal via de acesso aos bairros da região Sul”, ponderou.

No total, estão sendo investidos mais de R$ 11,3 milhões, entre recursos da Prefeitura e do Governo Federal, para revitalizar e pavimentar as ruas Ivaí e Tocantins, com a construção do viaduto na Tupi. O projeto atende, ainda, trechos das ruas Marília (entre as ruas Terezinha Duarte e São Paulo), Iguatemi (entre a rua Ivaí e a avenida Tupi), Terezinha Duarte (entre as ruas Marília e Ivaí) e Senador Teotônio Vilela (entre rua Ivaí e a marginal da BR-158).

Uma conquista

O presidente da Associação de Moradores do bairro Morumbi, Adelar Rodrigues de Chaves, destaca que o viaduto contribuirá na fluidez do trânsito e acesso à região Sul da cidade, beneficiando moradores e empresários. “Recebemos a obra com muito orgulho, porque esse trecho tinha bastante transtorno. O viaduto dará mais agilidade para a distribuição dos veículos aos bairros da região Sul. É uma obra muito sonhada por nós aqui da zona Sul”, destacou.

No caso de Valdir José Stork, são 15 anos de comércio na rua Ivaí. Ele possui um mercado e também reside no local, situado a aproximadamente 15 metros do leito do viaduto, e acredita que a obra resultará em progresso para a região.  “No início, eu não entendia a obra, achava até que não seria benéfica. Hoje, enxergo diferente, me vejo como um privilegiado, porque além de ajudar no trânsito, certamente esse viaduto será um ponto turístico”, enfatiza.