A implantação do Estacionamento Regulamentado (ESTAR) voltou a ser discutida e explanada pelo governo municipal de Palmas, sul do Paraná. A execução do projeto foi mencionada pelo prefeito, Kosmos Nicolaou, durante sua participação no Programa Pauta Dinâmica da Rádio Club, FM 99.5.  Na ocasião também mencionou da intenção de implantar um novo sistema de transporte coletivo urbano.

  • Compartilhe no Facebook

Antecipou que já definido que o Estar  não será terceirizado e ficará a cargo da administração para evitar abusos contra os usuários. “Eu não quero uma fábrica de multas na cidade”, disse ele.

Sem  um cronograma, disse que administração já está buscando informações da melhor forma de operacionalizar o serviço no município que deverá garantir aproximadamente mil vagas para estacionamento em diversas ruas centrais. Para isso,  serão  chamados novos agentes de trânsito para compor a equipe do Departamento  Trânsito de Palmas – Depaltran.

Concomitante a estrutura, é intenção implantar serviço de transporte coletivo urbano eficiente e que atenda a população em diversos horários e períodos. Avaliou Dr. Kosmos, que além da questão da segurança pública, principalmente no período noturno, o morador do bairro que vem para o centro ao invés de utilizar seu veículo, congestionando o trânsito e estacionamento, poderá vir de ônibus. Além disso, os estudantes e trabalhadores que hoje não dispõe de transporte no período noturno, poderão usufruir  do serviço através de um terminal urbano com sistema integrado, com utilização de várias linhas apenas com um bilhete.

FAZ TEMPO

As tentativas de implantação do ESTAR em Palmas duram mais de 15 anos. Depois de ter sido reprovado no início dos anos 2000,  dois Projetos de Leis foram votados favoravelmente pelo Legislativo em anos seguintes. O mais recente tramitou na Câmara em março de 2015 e sofreu alterações em sua redação no final daquele ano. Apesar da ampla discussão e votações, nenhuma das leis, neste sentido, foi executada.