O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE) julgou na tarde desta terça-feira(18) o recurso do processo de cassação do prefeito de Palmas, sul do Paraná. Por 6 votos a zero, Hilário Andraschko(PDT) e seu vice, Luis Fernando Reis Camargo(PSDB) foram absolvidos do crime de compra de votos nas eleições de 2012.

A decisão do Tribunal reforma a sentença da Justiça Eleitoral da Comarca que, em primeira instância, havia condenado ambos à perda de mandato e os deixava inelegíveis por oito anos. Na mesma decisão, determinava que as penalizações somente ocorreriam após julgamento em instância superior. 

Ação de Investigação Criminal, havia sido movida pela Coligão adversária, Renovação e Compromisso e o Recurso estava tramitando no Tribunal Eleitoral do Paraná, desde 17 de outubro de 2013.

Durante este tempo houve alteração do relator do processo, sendo que na votação de hoje, o pleno seguiu o voto do novo relator do processo, desembargador, Jucimar Novachadlo.

Andraschko e Camargo, que estão no cargo desde 02 de setembro de 2013,  foram os segundos colocados 2012, e só chegaram aos postos de prefeito e vice, respectivamente,  tendo em vista a cassação pelo TRE/PR dos eleitos, João de Oliveira e seu vice, Nestor Mikilita, também sob o fundamento da prática da compra de votos.