• Compartilhe no Facebook

Apesar das dificuldades financeiras, enfrentadas também por outros municípios, o prefeito de Bituruna, Sul do Paraná, Claudinei de Paula Castilho, avalia o ano de 2018 como positivo, destacando obras de saneamento, aplicação de recursos no setor da saúde, além de investimentos estaduais no município, como a construção de uma subestação de energia da Copel (Companhia Paranaense de Energia) no valor de R$ 50 milhões.

Além de estar à frente do Executivo biturunense, Castilho também é presidente da Amsulpar (Associação dos Municípios Sul Paranaense), entidade que tem investido no fortalecimento da cadeia produtiva da erva-mate.

Afirma que o Paraná tem uma dívida com a região Sul por conta da preservação florestal, apontando para os incentivos ao cultivo da erva-mate sombreada. Por outro lado, lembra que é necessário gerar renda dessa produção. “Não podemos ter uma riqueza tão grande em nossa região em contraste com um dos menores IDH’s (Índice de Desenvolvimento Humano) do Paraná”, pontua.

Ouça a entrevista na íntegra: