18157937_2283351321889473_1509291578050418954_n
  • Compartilhe no Facebook

Estudantes do SESI nas atividades do Proteja Uma Nascente

No Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado nesta segunda-feira(05) a Câmara de Palmas, sul do Paraná, vota na sessão desta noite, em segundo turno, o Projeto de Lei que Institui a Temática de Educação Ambiental, como atividade complementar  nas Escolas Municipais. O projeto é de autoria do vereador, Edson Ferreira Kemes(PDT) e teve aprovação unânime na primeira votação.

Conforme a justificativa, a política pública visa nortear e difundir atitudes e comportamentos identificados com a responsabilidade ambiental, com a solidariedade social, com o desenvolvimento sustentável e integrado. Nela, o poder público deverá valorizar e estabelecer os marcos ambientais de forma conjunta com a iniciativa privada e organizações não governamentais.

Conforme o autor, o projeto surgiu do desenvolvimento de outras atividades ambientais, como o de implantação de cisternas para aproveitamento da água da chuva, também já aprovado pela Câmara, e ainda do projeto Proteja Uma Nascente, onde já foram plantadas mais de duas mil mudas de árvores nativas para recomposição e fortalecimento da mata ciliar das nascentes do Rio Caldeiras, que abastece o sistema tratamento e distribuição de água potável à população do município.  “Ao levar nossa mensagem nas escolas e, os alunos conhecerem na prática como funciona o nosso trabalho de plantio de árvores, percebemos o entusiasmo das crianças e adolescentes, despertando para a necessidade de um projeto de amplo alcance para formação  ambiental de todos os nossos alunos”, disse o vereador.

Explicou que o projeto já tem a manifestação e ação favoráveis do Executivo e setor educacional, que inclusive, participou na formulação através de ajustes pedagógicos e funcionais. A previsão é de que já no próximo semestre as atividades  estejam sendo aplicadas em sala de aula. Para isso, os professores deverão receber  capacitação específica com a finalidade de integrar, sistematizar e difundir informações, experiências, programas, projetos e ações.

A promoção da educação ambiental e cidadania ocorrerá de forma integrada, interdisciplinar e transversal, no currículo escolar. Também fica estabelecida a perspectiva de desenvolvimento de estudos, pesquisas e experimentações em parcerias com o SESI, IFPR, IAP e IAPAR.