Por Evandro Artuzi (09h45)

Uma salva de tiros e o toque de silêncio….. Foi sepultado na tarde desta segunda-feira (30), no Cemitério Municipal de Coronel Vivida, o corpo do Soldado da Polícia Militar Nelson Prebianca, 35 anos, morto no interior de Honório Serpa no final da tarde de domingo (29) durante o atendimento de uma ocorrência.
Além dele, o sargento Flavio Padilha, 38 anos, também foi morto. Prebianca ingressou na Polícia Militar do Paraná em 1997 e honrou com o juramento feito em sua formatura, que era de dar a própria vida em defesa da segurança pública. O policial desempenhou sua função em Coronel Vivida, Chopinzinho e atualmente em Honório Serpa.
Nelson era solteiro e morava em Coronel Vivida com seus pais. Colegas de corporação, familiares e amigos prestaram sua última homenagem ao policial. O Tenente Coronel José Vilmar Becker, Comandante do 3º BPM, lamentou a morte dos policiais. O oficial afirmou que a PM está dando todo o apoio necessário as famílias dos policiais mortos.
Hoje no Sub-comando da Sexta Companhia da Polícia Rodoviária, o Tenente Luiz Frederico da Motta Figueiredo lembrou os cinco anos em que comandou o policial em Chopinzinho e Coronel Vivida, entre 2001 e 2006. Motta reconheceu seu entrosamento com os colegas e qualidades profissionais.
O Corpo do Sargento Flavio Padilha, 38 anos, foi velado em Pato Branco até o início da noite desta segunda-feira (30). Após, seguiu para União da Vitória, sua cidade natal, onde será sepultado nesta manhã.

Ouça