Por Evandro Artuzi

A 6ª Companhia do Batalhão de Polícia Militar Rodoviária inicia esta semana os trabalhos da Ação Conjunta por Amor à Vida sobre o tema: velocidade. A velocidade excessiva e fora da previsão legal na via cometida pelo condutor de veículo é uma das principais causas de acidentes graves com vítimas fatais, tanto nas cidades quanto nas rodovias.
A característica comum nos automóveis modernos é a de emprego de grande velocidade, com motores potentes, o que aliado à pressa das pessoas na atualidade em chegarem aos seus destinos no período de tempo mais curto possível, faz com que veículos trafeguem numa velocidade altíssima, colocando em risco todos os usuários das rodovias.
Muitos motoristas possuem a falsa idéia de que conseguem dirigir com velocidade excessiva, porém em segurança, somente ultrapassando em locais permitidos. Ocorre que o motorista que dirige em alta velocidade se expõe de qualquer forma se for considerada a possibilidade de erro dos outros condutores. Um exemplo: um veículo que adentre à rodovia oriundo de uma estrada secundária em baixa velocidade na frente de um veículo que vem em velocidade excessiva. Acidente na certa….
Em nossa região, têm-se rodovias em bom estado de conservação cuja velocidade máxima é de 80 Km/h, devido à falta de acostamento. Os condutores devem respeitar a velocidade máxima das rodovias, que não é só de 110 Km/h, conduzindo o seu veículo de forma mais segura e assim lhes possibilitando mais tempo para manobras que evitem acidentes.
Em caso de chuva, como está sendo comum nesses dias de verão, o condutor deve reduzir a velocidade, diminuindo o risco de derrapagens e aquaplanagem.
A Polícia Militar Rodoviária estará abordando os condutores para orientações de velocidade e concomitantemente realizando as operações com radares fotográficos, de acordo com as previsões legais do artigo 218 do Código de Trânsito, variando as notificações entre as naturezas média e gravíssima, conforme a porcentagem a mais de velocidade, podendo gerar ainda a suspensão do direito de dirigir para o condutor.
Portanto, salve vidas, ame sua vida e a dos outros, trafegue com seu veículo somente dentro da velocidade permitida.


1º Ten. QOPM Luiz F. da Mota Figueiredo,
Subcomandante da 6ª Cia / BPRv.

“BPRv: HÁ 46 ANOS PROTEGENDO VIDAS”
EMERGÊNCIA RODOVIÁRIA LIGUE 198